Marcelo Torca
Cultura e Arte!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

Reciclagem, Educação e Meio Ambiente.

Entrevista concedida ao músico e escritor Marcelo Torca de José Clauco Dino da Motta, morador da cidade de Paulicéia/SP, e trabalhador da Reciclagem, onde faz coletas pela cidade de materiais recicláveis, ajundando a conservar o meio ambiente.

MT - Por que reciclar?
José Motta - Faz parte do ramo, é uma forma de querer bem ao país, de ajudar a população.

MT - Problemas da reciclagem, o que incomoda?
José Motta - Como a reciclagem é feita longe da fábrica, falta mais instrução para saber como deve ser feita a embalagem e a separação adequada. Só a garrafa PET vai separado, mas balde, garrafa de detergente não vão. Seria importante haver essa separação, e cada um com seu valor. O papelão vai separado, papel também, mas há pouco valor no papel.

MT - O que a população pode contribuir?
José Motta - Com vontade, separando o lixo doméstico do material de reciclagem. É uma contribuição importante fazer uma pré-separação em casa.

MT - Quanto tempo trabalha com reciclagem?
José Motta - Oito anos, e neste tempo o que mais saiu foi PET e plástico fino. Com dois meses já é possível ajuntar uma carga de caminhão. Sempre trabalhando sozinho.

MT - Como surgiu a idéia de comemorar com as crianças o 12 de Outubro?
José Motta - A escola ajuda a ajuntar material para reciclagem, numa campanha envolvida em parceria com a escola. Todo 12 de outubro, o Sr. José faz uma festinha com os alunos da escola, para incentiva-los a manter a reciclagem, com o apoio dos alunos, a campanha pela reciclagem toma corpo.

MT - As épocas de coletagem.
José Motta - Fim de mês tem, final de ano são épocas que tem mais material. Nas datas festivas tem uma boa coletagem, e no ano novo, é uma das épocas que mais se coleta. Em épocas festivas, o material para reciclagem tem mais valor pela qualidade. 

MT -  Reciclagem dá mão de obra.
José Motta - As embalagens tem de ser amarradas, ajuntadas, é muito trabalho no momento de separar papel de plástico e vidro. Organizar significa ganhar tempo e dinheiro em reciclagem. Como o plástico é liso, é preciso deixa-lo amarrado, para no momento de transportar para o caminhão, não perder tempo.
Marcelo Torca
Enviado por Marcelo Torca em 31/03/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Marcelo Torca, www.marcelotorca.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários